Instalando GLPI 9.5.1 no CentOS 8

Instalando  GLPI 9.5.1 no CentOS 8

Objetivo

Nesse post, demonstraremos a instalação básica do GLPI 9.5.1 no CentOS 8 com os seguintes recursos

  • Centos 8 Instalação Minima

  • GLPI 9.5.1

  • FirewallD Habilitado

  • SELinux em modo Permissivo

  • Uso do Bin Console

  • Repositório REMI

  • Módulos PHP e MariaDB

Pré Configuração

Logando como root

Acessando o sistema operacional com o usuário root e suas variáveis de ambiente.

su  -

Configurando data

Verificando a data e hora do sistema.

date 

Alterando o timezone para América São Paulo.

timedatectl set-timezone America/Sao_Paulo   ; date

Instalando utilitários

Instalando aplicações que podem nos auxiliar durante o uso do sistema.

dnf install bsdtar  bzip2 curl wget tar zip nano sudo

SELinux em modo Permissivo

Acessando o arquivo de configuração do selinux

nano /etc/sysconfig/selinux

Altere

SELINUX=enforcing

para

SELINUX=permissive

Salve o arquivo

OBS Na instalação avançada do GLPI faremos uso do Selinux em modo Enforcing

Configurando o FirewallD

systemctl start firewalld
firewall-cmd --state
firewall-cmd --get-active-zones
firewall-cmd --zone=public --permanent --add-service=http
firewall-cmd --zone=public --permanent --add-service=https

Reiniciar a máquina para testar se as configurações de firewall e selinux estão ativas

reboot

Acesse novamente a estação com usuario root

Checando Firewall e SELinux

Firewall

firewall-cmd --list-services

SELinux

getenforce

Instalação

Instalando MariaDB

Instalando o SGDB MariaDB.

dnf module install mariadb 

Adicionando o MariaDB na inicialização automática do sistema, a flag --now o inicializa imediatamente.

systemctl enable --now mariadb

Criando usuário no MariaDB

Criando a base de dados GLPI.

mysql -u root -e "create database glpi character set utf8";

Criando o usuário GLPI.

mysql -u root -e "create user 'glpi'@'localhost' identified by '123456'";

Concedendo privilégios ao usuário GLPI.

mysql -u root -e "grant all privileges on glpi.* to 'glpi'@'localhost' with grant option";

Populando a tabela time_zone_name

Carregando as tabelas de fuso horário no banco de dados MariaDB.

mysql_tzinfo_to_sql /usr/share/zoneinfo | mysql -p -u root mysql

Acessando o MariaDB.

mysql -u root 

Concedendo privilégios ao usuário GLPI a tabela time_zone_name.

GRANT SELECT ON `mysql`.`time_zone_name` TO 'glpi'@'localhost';

Recarregando privilégios.

FLUSH PRIVILEGES;

Saindo do MariaDB.

quit

Instalando PHP e Extensões

Instalando o repositório remi.

dnf install dnf-utils http://rpms.remirepo.net/enterprise/remi-release-8.rpm

Habilitando o repositório remi

dnf module enable php:remi-7.3

Instalando PHP e suas extensões

dnf install php \
    php-curl \
    php-fileinfo \
    php-gd \
    php-json \
    php-mbstring \
    php-mysqli \
    php-session \
    php-zlib \
    php-simplexml \
    php-xml \
    php-cli \
    php-domxml \
    php-imap \
    php-ldap \
    php-openssl \
    php-xmlrpc \
    php-pecl-apcu \
    php-intl \
    php-zip \
    php-sodium

Instalando a extensão php-cas através do repositório remi.

dnf --enablerepo=remi install php-pear-CAS

Instalando Apache

Instalando o servidor web apache, no CentOS ele é identificado como httpd.

dnf install  httpd

Criando o arquivo de configuração glpi.conf.

nano /etc/httpd/conf.d/glpi.conf

Adicione o seguinte conteúdo ao arquivo.

<Directory /var/www/html/glpi>
    AllowOverride All
</Directory>

Iniciando o Apache

Ativando o apache na inicialização do sistema, a flag --now o inicializa imediatamente.

systemctl  enable --now  httpd

Verificando o status do servidor web.

systemctl status httpd.service

Baixando e instalando o GLPI

Baixando o GLPI.

wget https://github.com/glpi-project/glpi/releases/download/9.5.1/glpi-9.5.1.tgz

Extraindo o GLPI.

tar xvf  glpi-9.5.1.tgz -C /var/www/html

Alterando o dono d diretório GLPI para o usuário apache.

chown  apache. -Rf /var/www/html/glpi/

Entrando no diretório GLPI.

cd /var/www/html/glpi

Verificando os requerimentos do GLPI.

sudo -u apache php bin/console glpi:system:check_requirements

Descrição da imagem

Instalando o GLPI.

sudo -u apache php bin/console db:install -u glpi -d glpi -p 123456 -L pt_BR -vvv

Acessando o GLPI

Finalizado o processo de instalação, acesse a URL do seu servidor seguido de glpi exemplo

http://10.10.150.14/glpi

Desativando o Arquivos de instalação

Um processo simples que podemos fazer para o arquivo de instalação é renomeá-lo, ou enviar para o diretório temporário /tmp, assim ele estará disponível para uso até a próxima reinicialização, porém caso queira também poderá remover com o comando rm /var/www/html/glpi/install/install.php.

mv /var/www/html/glpi/install/install.php /tmp

Conclusão

Bom é isso aí nesse post demonstramos a instalação do GLPI no CentOS utiizando alguns de seus recursos disponíveis como firewalld, SELinux permissivo e módulos. No próximo post demonstraremos a instalação avançada do GLPI fazendo uso do Selinux em modo Enforcing, utilizando o armazemanto de arquivos fora do /var/www/html/

Posted on